(19) 3255-1850 | (19) 996181212
campinas@alubrat.org.br

Blog

Eu preciso fazer terapia?

Quando devo fazer uma terapia? Em quais problemas, situações e momentos ela se torna realmente útil? Como ela pode contribuir com o meu problema ou a minha dificuldade?

Muitas pessoas quando chegam ao meu consultório relatam que antes de buscar a terapia, tentaram um auxílio com os amigos, com os familiares, nas instituições religiosas e outros mais, por sentirem muita dificuldade em se abrir e falar de sua vida com uma pessoa que não se conhece, por acreditarem que seus problemas não são graves o suficiente ou que com o passar do tempo, estes conflitos se resolveriam sozinhos. Estes relatos trazem uma reflexão interessante para a pessoa: afinal de contas, o que é terapia? Quando devo fazer uma terapia? Em quais problemas, situações e momentos ela se torna realmente útil? Como ela pode contribuir com o meu problema ou a minha dificuldade?

A Psicoterapia é um tipo de terápia cuja finalidade é tratar qualquer assunto referente ao psiquismo, ou seja, qualquer dificuldade, limitação, problema ou conflito que influencie na saúde emocional, relacionamentos e qualidade de vida, Qualquer pessoa está sujeita a ter problemas de todas as ordens mencionadas acima, portanto é natural que a terapia seja fundamental em algum momento da vida, pois quando se vivencia algum conflito, às vezes pode-se ficar tão imerso no problema que não se sabe bem como lidar com a situação. Na maioria das vezes, os conselhos que chegam são tão carregados de julgamentos que podem deixar a pessoa ainda mais confusa e sem um direcionamento adequado.

Isso se agrava quando, por não saber como lidar com os conflitos e as novas situações que acontecem, vai-se protelando, evitando enfrentar a situação e deixando para depois. Este comportamento pode gerar pensamentos, emoções e sensações que por não serem compreendidos e elaborados, podem se aglomerar e transformar-se em patologias, dentre elas as mais comuns são depressão, as crises de ansiedade, as fobias, as compulsões e etc. Os sintomas mais comuns são: irritabilidade, angustia, desânimo, tristeza, pessimismo, sentimento de inutilidade, fracasso, culpa, baixa autoestima, isolamento social, alteração no apetite, ansiedade, impulsividade, preocupações exageradas, medo exagerado, tensões, sensação de que não está conseguindo controlar os pensamentos, imagens ou atitudes, crise existencial, entre muitos outros.

Muitos acreditam que a terapia é para pessoas que já chegaram ao extremo dos sintomas, mas isso não é verdade. Pelo contrário, a Psicoterapia possui grande utilidade em evitar que um quadro clínico se agrave. Auxilia a pessoa em aprender a lidar com os conflitos, com as dificuldades e problemas, antes que se tornem uma doença ou problema.

Também é indicada para aquela pessoa que está bem e quer ampliar o autoconhecimento, conhecer e potencializar potenciais e habilidades pessoais. Sim podemos fazer terapia para ser mais feliz feliz!

Na minha prática utilizo a Psicoterapia Transpessoal, Hipnose, Regressão de memória e exercícios corporais que através de técnicas, vivencias, atividades e outros recursos terapêuticos proporcionam à pessoa em acompanhamento uma autoavaliação. Sendo assim, ela poderá compreender e reconhecer suas dificuldades, limitações, escolhas e comportamentos que lhe traga prejuízos emocionais e a partir disso, identificar e desenvolver recursos internos que a auxiliam na realização das mudanças necessárias ao seu próprio desenvolvimento. Com isso tornar-se um ser mais equilibrado, em paz consigo mesmo e com a sociedade em que vive, caminhando a partir daí para um processo de autonomia, segurança e confiança em si próprio que contribuirá para a construção de sua saúde emocional.

Flávia Garcez – Psicóloga e Hipnóloga

Comment(1)

  1. REPLY
    Lauriane Lima diz

    Texto relevante, pois é muito importante desmistificar o uso da terapia, um recurso que pode contribuir tanto, mas que muitas vezes é ainda envolto em duvidas, desconfortos, preconceitos. Parabéns Flavia! Gratidão!

Deixe seu comentário

Pin It on Pinterest

Share This