(19) 3255-1850 | (19) 996181212
campinas@alubrat.org.br

Blog

Pós-graduação em Psicologia Transpessoal e o novo nível da consciência

Por Anny Beth Bernardo

Queridos amigos, neste dia 3 de junho foi a última aula do curso de Pós-graduação em Psicologia Transpessoal, da turma VIII.

Ao começar o curso, 21/08/2015, eu me via em busca de uma compreensão científica sobre o que eu vivenciava. Havia em mim uma inocente clareza de que a vida não era apenas aquilo que eu conhecia. E eu dizia que para chegar em qualquer resultado desejado bastava ligar dois pontos. Mas, não conhecia didaticamente como se estabelecia esses dois pontos.

Quando eu cheguei na Pós, eu não tinha a mínima ideia do que iria viver. Entrei com um caderno para anotar tudo, como era meu costume, pois, para mim, naquela época, a razão era o meu guia.
Saio da Pós, em um novo nível de consciência!

Se antes eu me conhecia como Racional (lógica, pensamento, julgamentos, necessidades), Emocional (raiva, medo, desconfianças, amor pelo conhecimento), Intuição (imagens que surgiam no meu mapa mental, uma conversa amigável que me orientava, mas eu não dava a mínima atenção) e a Sensação (conceitos e pré-conceitos, crenças e valores), que constitui a nossa psiquê, na visão da Transpessoal, hoje há em mim uma clareza de todos esses movimentos da psiquê, que passaram a transitar sob a minha percepção.

Antes, eu “precisava” encontrar um caminho racional, lógico, para prosseguir com alguma ideia. Aí, vinham as emoções negativas, o desencorajamento, os medos, e a dificuldade para enxergar o caminho era iminente.

Agora, experimento com confiança que eu sou capaz de criar o caminho a partir da intenção clara. Essas intenções que estão alinhadas com a vontade da Consciência Suprema. Então, não há que se virar para a direita ou para a esquerda, para não virar uma estátua de sal (lembra da Bíblia?). Há um alinhamento singelo, puro, entre o que se pensa, sente, acredita e faz.

E quando isto não acontece, basta se elevar, através dos eixos evolutivos e experienciais do Ser, para um nível de consciência mais amplo. E como se faz isso? Ahhh! Esse foi o grande aprendizado da Pós!

O que está claro para mim é que tudo começa com o RECONHECIMENTO!

Antes eu dependia de tudo que estava fora de mim. Hoje, reconheço e conheço que há em mim tudo que é necessário para eu criar os caminhos que me levarão aos resultados desejados.

O que trago comigo dos aprendizados da Pós, cientificamente comprovados por Maslow, Assagioli, Lowen, Pierre Weil, Vera P. Saldanha, e os outros tantos mestres, como o querido Manoel Simao que nos conduziram à experiência de quem realmente somos, sintetizo na seguinte frase:

“Somos divinos habitando um corpo humano”.

Sim! Esta frase não é minha, é do padre jesuíta, Theilhard de Chardin (1888-1955). Acontece que, para mim, ser divino não é mais teoria! Mesmo sendo humano imperfeito, normal, há em nós vias para o extraordinário!
Como humanos experienciamos a vida por meio dos cinco sentidos. Mas eles são poucos para compreender a realidade. Há em nós uma dimensão saudável que pode ser conhecida a partir da vontade de cada um. E é esta dimensão que o curso de Pós-graduação em Psicologia Transpessoal nos leva a conhecer!

Gratidão aos Mestres Transpessoais! Foi para mim um imenso privilégio conhecê-los e aprender com vocês! Gratidão à Deus por eu estar no tempo certo, no lugar certo, com as pessoas certas para conhecer as dimensões saudáveis do Ser Humano através da Transpessoal.

Gratidão a Tudo e a Todos!

Deixe seu comentário

Pin It on Pinterest

Share This