(19) 3255-1850 | (19) 996181212
campinas@alubrat.org.br

Blog

Acuputura Como Um Recurso Adjunto Na AIT

Ao levarmos em conta a visão holística do homem e do mundo, cujo eixo central é o estar uno com o cosmo, encontramos congruências nos pensamentos e conhecimentos, tanto da Psicologia Transpessoal, quanto da Filosofia Tradicional Chinesa (FTC), a qual a acupuntura está embasada. Para as filosofias orientais, o mundo é um todo integrado em harmonia, onde tudo é energia e informação. Uma energia única “Qi”, formadora de tudo e de todos, que conforme sua vibração e sutileza, denominamos Yin ou Yang.

Símbolo Yin e YangSímbolo Yin e Yang

Fonte: MACIOCIA, G. Os Fundamentos da Medicina Chinesa. São Paulo: Roca Editora Ltda, 2007(pág. 6)

 A Acupuntura é um antigo método de tratamento chinês, com base na FTC, que favorece o fluir e a harmonia energética do corpo através do estímulo de pontos situados nos Meridianos, canais de energia localizados abaixo da superfície do corpo (Ross, 1994).

A Psicologia Transpessoal, por sua vez, é uma ciência de caráter transdisciplinar que estuda os diferentes níveis de consciência e suas relações com a nossa percepção da realidade, crenças, valores e verdades.

Os níveis ou estados de consciência que a Psicologia Transpessoal trabalha, são aqueles que transcendem o ego e que podem ser promovidos ou atingidos através de diversas técnicas, recursos adjuntos, como a hipnose, a meditação, o relaxamento, os estados místicos das tradições religiosas mundiais, entre outros.

Vera Saldanha (2008) desenvolveu uma sistematização que possibilita identificar com clareza o percurso teórico das práticas transpessoais e o exato momento de empregá-las, permitindo, ainda, esclarecer quais conceitos auxiliam a fala, a escuta, o emprego dos recursos técnicos e a habilidade relacional, que compõem essa Abordagem Integrativa Transpessoal (AIT).

A AIT, é uma “didática Transpessoal”, com base nos axiomas da Psicologia Transpessoal, que parte do princípio de que, para compreender o ser integral, temos de contemplar duas dimensões: a dimensão horizontal, ou eixo experiencial, que traz os elementos do desenvolvimento psíquico, REIS – RAZÃO, EMOÇÃO, INTUIÇÃO E SENSAÇÃO; e a dimensão vertical, ou eixo evolutivo, a dimensão dos níveis de desenvolvimento segundo os estados de consciência e o modelo evolutivo em cada tipo psicológico (Garcia, 2017).

A Psicologia Transpessoal fundamenta-se na premissa de que o eixo experiencial, através da integração do REIS, permite a ampliação e a transformação da percepção da realidade e a manifestação natural do eixo evolutivo ou nível superior da consciência, do qual emergem os valores positivos e construtivos, inerentes ao ser humano. É a dimensão saudável, transpessoal, aquela que vai através do pessoal, no relacional e mais além (Saldanha, 2008).

As técnicas particulares de cada facilitador, ou seja, de cada terapeuta que atua segundo esta abordagem, traz contribuições significativas para o enfoque transpessoal.

Saldanha (2008) classifica os recursos transpessoais aplicados na AIT em cinco grandes níveis: intervenção verbal, imaginação ativa, reorganização simbólica, dinâmica interativa e recursos auxiliares ou adjuntos.

Nos Recursos Auxiliares ou Adjuntos, temos recursos antigos já existentes, como: a meditação, concentração, contemplação, e os mais recentes, entre eles o relaxamento, os quais favorecem um estado mais sereno da mente. Denominou-se de adjuntos ou auxiliares porque não são exclusivamente da Psicologia Transpessoal, uma vez que também são recursos de autodesenvolvimento, utilizados como exercícios antiestresse e na medicina psicossomática (Ornish, 1998).

Durante a sessão de acupuntura, com o propósito de harmonizar e equilibrar o microcosmo energeticamente, trabalha-se o estímulo do eixo experiencial possibilitando integrar, com congruência, as funções psíquicas, assim como favorece ao indivíduo a tomada de consciência do seu pensamento, sentimento, emoção, intuição e sensação (REIS).

A prática da Acupuntura, quando inserida em um processo terapêutico com enfoque na AIT, traz a estimulação e a integração do REIS, através da sensibilização corporal dos cinco sentidos (SENSAÇÃO), do fluir das EMOÇÕES, de acordo com a dinâmica dos cinco elementos, e a estimulação dos “espíritos” dos órgãos (Zang) reorganizando-os por meio da própria integração com a INTUIÇÃO e a RAZÃO.

O favorecimento do eixo experiencial é o primeiro passo para possibilitar a emergência de aspectos mais profundos e para integrá-los à consciência de vigília, a qual permite uma expressão mais saudável da psique do indivíduo.

Quanto mais o indivíduo estiver integrado, presente no seu aqui e agora, mais experienciará, por completo, a situação em que está e desfrutará de todas as possibilidades que ela lhe oferece. Ao se conhecer melhor, desenvolve o potencial que lhe é inerente e dá sentido à existência pessoal e cósmica. Resgata sua unidade e integra-se na totalidade, porque se sente em profunda comunhão com o Universo (Saldanha, 2008).

Juliana Lotumulo

Formada na Pós Graduação em Psicologia Transpessoal da Alubrat.

Terapeuta Transpessoal, acupunturista, mestre Reikiana e Consteladora.

https://www.facebook.com/juliana.lotumolo  ou @julianalotumolo

Deixe seu comentário

EnglishFrenchPortugueseSpanish

Pin It on Pinterest

Share This