(19) 3255-1850
campinas@alubrat.org.br

Blog

Psicologia Transpessoal e a Espiritualidade

A Psicologia Transpesssoal é uma disciplina que integra a ciência e espiritualidade, filosofia oriental e pragmatismo ocidental, antiga sabedoria e ciência moderna. Mas para sermos hábeis para fazer isso, temos que diferenciar claramente espiritualidade de religião e ciência de….(baixar Pdf para ler o artigo completo: ) Arquivo Revista O Mundo da saúde, São Paulo, 2010. Dr. Manoel José Pereira Simão

Saiba mais

PSICOLOGIA TRANSPESSOAL E COACHING ORGANIZACIONAL ONTOLÓGICO NO MEIO PROFISSIONAL

Expansão da consciência sobre si e o todo O sucesso no meio profissional foi historicamente associado ao quociente de inteligência (QI), ou seja, os mais inteligentes teriam em princípio, maiores chances de alcança-lo. Em 1999, Daniel Goleman introduziu o conceito de inteligência/ quociente emocional (QE). Este quociente passou a ser reconhecido como um dos pilares para se alcançar o sucesso no mundo corporativo, desbancando a teoria de que apenas o QI seria o fator determinante. As pessoas com alto QE são reconhecidamente pessoas que conhecem bem suas emoções, realizam uma gestão eficaz das mesmas, são auto motivadas, reconhecem com facilidade a emoção dos outros, e possuem habilidade para conduzir relacionamentos. A junção dos dois quocientes trouxe uma revolução na forma como as pessoas são preparadas para a vida adulta e profissional. No entanto, em 2001, Zohar & Marshall introduziram a noção da inteligência/ quociente espiritual (QS). Este quociente é baseado na necessidade intrínseca do ser humano de ter um propósito de vida, de ver significado naquilo que faz, de poder atuar a partir de seus valores e princípios e, preferencialmente, ver tudo isso refletido na atividade profissional escolhida. Vale destacar que espiritualidade neste contexto não tem nenhuma relação com religiões.

Saiba mais

Memórias Transpessoais

por Rita Karina Nobre Sampaio Iniciei a jornada na Alubrat com um misto de ansiedade, curiosidade e alegria. Não sabia nada sobre picologia transpessoal, fui convidada por uma amiga que havia feito o curso.  Iniciei no segundo módulo: “Eneagrama da Personalidade e eneagrama sagrado”… Ene o quê? Foi quando todas as minhas resistências acadêmicas, meus saltos psicológico, metodológico e científico me calçaram. Não foi fácil, em muitos momentos eu pensava: O que estou fazendo aqui? É tudo muito “divertido”, mas como uso isso na “prática”? Qual a base científica disso? Como passar de cada encontro, as experiências e reflexões foram desarmando, lentamente, cada resistência. O tom de voz, a fala ritmada, o conhecimento profundo, a amorosidade de cada professor me fizeram expandir e resignificar, com prazer, muitos “achismos” e conhecimentos enlatados e engessados.

Saiba mais

Paixões, virtudes e a Felicidade Autêntica

Por Luiz Carlos Garcia* A felicidade e as emoções positivas precisam ser lapidadas com conhecimentos e tecnologias que nos ajudam a retirar a crosta depositada pela cultura doente em que vivemos.

Saiba mais

Minha experiência no último retiro de Jean-Yves Leloup no Brasil

Por Nathália Fernandes Ultimamente tem estado em voga uma espiritualidade “de consumo”, na qual se oferece um contato com ideias e conhecimento fora do exclusivamente racional, ancestrais ou iniciáticos, mas sem substância, com rótulos e diplomas que dão ao participante a falsa impressão de que ele “evoluiu” ou é “superior” ao restante da humanidade. Não são poucas as pessoas que caem nessa armadilha, e infelizmente esse tipo de espiritualidade acaba criando grande separatividade, não só entre os ditos “espiritualizados” e o resto do mundo mas também entre o próprio participante e seu lado mais profundo. Armadilhas do ego, como diz um texto de Mooji que circula na internet há tempos.

Saiba mais

O Que é Transpessoal?

Por Vera Saldanha Transpessoal caracteriza-se por ser uma experiência que segundo Walsh e Vaughan, pode definir-se como “aquela e em que o senso de identidade ou do eu ultrapassa (trans + passar = ir além) o individual e o pessoal a fim de abarcar aspectos da humanidade, da vida, da psique e do cosmo” (Walsh; Vaughan, 1997, p. 17). A Psicologia Transpessoal pode ser entendida como estudos e práticas psicológicas destas experiências na saúde, educação, organizações, instituições, incluído não só sua natureza, variedades, causas e efeitos, seu desenvolvimento, bem como a sua manifestação na filosofia, arte, cultura, educação, religiões.

Saiba mais

O Ser Saudável Que Nos Habita

Como terapeuta tenho recebido um número cada vez maior de indivíduos com quadros de depressão, distúrbios graves de ansiedade, quadros de stress, doenças como o câncer e problemas cardíacos. Ao acolher esses indivíduos os acolho na sua inteireza, como um ser único e singular, que deve ser compreendido e respeitado. Me abro para uma escuta não só dos sintomas físicos que me traz, mas uma escuta de todas as dimensões de seu ser ( bio-psico-sócio-espiritual).

Saiba mais

Sobre Orar e meditar

Por Jean-Yves Leloup Cada um desperta de uma maneira particular, e como lhe disse, eu não desejo a ninguém de passar por onde eu tive que passar. Cada um terá um dia a oportunidade de se encontrar” ali onde ele esta”, como ele jamais tinha estado. Isto pode acontecer, como foi o meu caso, por meio de um coma profundo, mas isso também pode acontecer durante um passeio, escutando música, no coração de um enlace amoroso, observando o grande céu vazio e estrelado… De repente, entramos na “consciência de estar aqui”, de estar aqui desde sempre e para sempre.

Saiba mais

Trajetória de Vida e Autodescoberta com a Psicologia Transpessoal

Eu tenho uma grande necessidade de saber e conhecer mais, desde pequena. ​​Mais recentemente, essa curiosidade fez com que eu me voltasse para dentro e para estudos de personalidade; isso me fez retomar o estudo da astrologia e me impulsionou inclusive a fazer análises para outras pessoas.

Saiba mais

Arquétipos Feminino, Masculino e Mitos

Fontes de autoconhecimento,  saúde e realização. Por Vera Saldanha A psicologia vem evoluindo continuamente em sua meta maior de desvelar ao ser humano o autoconhecimento.  Neste momento vamos nos valer para nossas reflexões da contribuição de Carl Gustav Jung, (psicologia analítica) e de Abraham Harold Maslow (psicologia transpessoal).

Saiba mais

Pin It on Pinterest